terça-feira, 29 de setembro de 2009

GOZOLÂNDIA

Se você sabe onde fica a Gozolândia, não conte a ninguém como se faz para chegar lá, pois isso vai se espalhar como um vírus e aí os chatos de plantão dominarão o paraíso. Aí não preciso dizer no que vai se transformar este único refúgio dos merecedores desse desfrute...
Bem, para quem nunca foi à Gozolândia, vou dar uma pincelada sobre este exclusivo point. Como o nome já diz, é um lugar orgasmático. Sabe aquela coisa de tesão sem fim? Então, é assim que você se sente lá. Um verdadeiro paraíso. Vocês podem estar imaginando: ah, mas tudo o que é em demasia cansa. Olha só, eu nunca vi ninguém falar “cansei de gozar. Não quero mais isso!”.
Mas, qual é a química desse lugar? Vocês sabem que nenhuma fórmula de sucesso é revelada em sua totalidade. Quem fundou a Gozolândia sabe que o segredo do negócio é o sigilo sobre sua essência. O fato é que lá só pisam alguns privilegiados. Não é para qualquer um não. Tem que estar num nível mais elevado para se desfrutar dos prazeres sem fim da Gozolândia. Se você é daquelas pessoas negativas, baixo-astral, com uma nuvenzinha negra sempre rondando sua cabeça, ES-QUE-ÇA! A Gozolândia não é para você. Aliás, com esse seu jeito, você nem iria se sentir a vontade num lugar desses. A Gozolândia é para quem um sorriso largo no rosto. É para quem sabe fazer piada de si mesmo, principalmente nos momentos mais sombrios. É um lugar para aquele sujeito cara-de-pau assumido, boa praça, que faz amizade com todo mundo. Esse é o perfil do gozolandense.
Dados estatísticos sobre o lugar nunca foram divulgados. Imagine a energia negativa de inveja que iria pairar sobre os gozolandeses se sai uma matéria publicada assim: Gozolândia tem cerca de 2 milhões de pessoas que vivem em gozo pleno. É assim que os moradores desse lugar se protegem das urucas da gente de olho gordo.
Diz a lenda, que lá o grande mal é o excesso de gozo que é a causa morte de 100% das pessoas que habitam essa cidade. Bem, melhor morrer assim do que morrer de depressão, não é mesmo?
Mas, vamos voltar ao meu breve relato sobre esse misterioso logradouro. Como canta o Frejat, “é puro êxtase!”. Lá você é bajulado, reconhecido, amado, mais: você é IDOLATRADO. Tudo o que você faz lhe resulta em prazer e sensação de plenitude. Quer coisa melhor? Lá não tem espaço para ninguém o colocar para baixo, por que você é sim-ples-mente O MÁXIMO. E de quebra, por se sentir assim, você só tem olhos para ver as coisas boas da vida. Nada de lamentações e arrependimentos. Por que se você comente algum engano, tudo é resolvido e nunca será punido por isso. Afinal, errar é humano e não é por que você está na Gozolândia que está livre das gafes. O lema é “pegue a peteca que caiu e jogue-a para cima”, por que cair faz parte do jogo.
Ok, ok... você quer ir para a Gozolândia, eu sei. Então vamos lá. Primeiro, feche os olhos. Agora imagine você se abraçando. Sim. Isso mesmo. Cumprimente-se calorosamente, como se você fosse seu amigo mais querido. Elogie-se pelo o que fez de bom hoje. Afinal, você merece. Sim, da mesma forma que você se orgulha de alguém por um bom trabalho, orgulhe-se de você. Sinta essa energia positiva de você mesmo. Agora, se cometeu algum deslize, não é hora de se torturar. Apenas diga que da próxima vez tudo será diferente por que aprendeu a lição. Apóie-se, pois você é seu melhor amigo. Ninguém melhor que você mesmo para lhe dar uma força e lhe empurrar para frente. Você sabe que pode ser melhor e fará isso. Caramba, você é um cara legal, gente boa e merece tudo o que há de melhor neste mundo!
Você é quem faz de sua vida algo assim, um prazer atrás do outro, basta saber que a Gozolândia é um estado de espírito.


Texto da Sandrissima

Nenhum comentário:

Postar um comentário